Arquivo da tag: Emagrecimento

A Nutrição e o Desconforto

Por quase 50 anos as diretrizes nutricionais nos dizem o que devemos comer e fazer para sermos magros e saudáveis. E ano a ano a sociedade está cada vez mais gorda e mais doente. Seria nossa culpa? Teríamos todos de forma incrivelmente sincronizada passado a sermos preguiçosos?

NÃO. Quando olhamos os dados populacionais temos que absolutamente TUDO que nos foi pedido pela maioria dos profissionais de saúde foi acatado. Então qual o problema?

Você que lê isso provavelmente briga sem sucesso com a balança. Veja bem, falo isso e acerto sem mesmo te conhecer porque as diretrizes nutricionais são tão equivocadas que atualmente mais da metade da população está acima do peso. Terrível, não?!

Quer uma notícia boa? A culpa NÃO é sua! E nós vamos explicar por que!

Mas veja bem, a solução -acredite! – é MUITO simples.

Mas ela não é nada FÁCIL.

Falo isso porque depois de décadas de total ineficiência naquilo que nos pedem, parte dos profissionais da área está mudando o discurso, num reconhecimento claro de que não sabem o que falam e que o que falaram não funciona: agora assumem o discurso do “pode um pouco de tudo”.

Como pode um pouco de tudo? JUSTAMENTE comer de tudo que nos fez estar obesos e doentes!

Em que área da atividade humana só temos direitos e não deveres? “Não se vive pela vontade, se vive pelo dever.”

A Nutrição tenta agora no convencer que dá para emagrecer vivendo em um buffet infantil. Seria uma exceção em – repito – todos os campos da atividade humana.

Quando revisitamos o que faz alguém engordar (ou emagrecer) há um enorme alento: dá para emagrecer sem fome! Dá para emagrecer comendo MUITO de alimentos que foram por meio século condenados pelas diretrizes que nos fizeram doentes e obesos.

Mas há ainda certo desconforto. Porque temos o direito de comer carne, gordura, por exemplo. Mas há deveres! Deixar de comer alimentos processados e não-naturais à espécie que geram prazer desmedido. E abrir mão de certo prazer.

Concorda?

Correr pode não engordar. Mas também pouco emagrece

New York Post fez a seguinte matéria com o depoimento de corredoras: “treinar para maratona me deixou gorda”. Basicamente o texto fala de uma armadilha muito comum, que é pessoas que decidem encarar o desafio de 42km não emagrecerem nem de longe o tanto que queriam. No caso das personagens do texto, elas ganharam bastante peso (e não é de músculo!) mesmo em um regime de exercício para correr a mais longa das distâncias olímpicas!

image005Isso está longe de ser exceção ou algo raro. Um estudo com pesquisadores feito com centenas de mulheres com sobrepeso, as submeteu a uma rotina de exercícios físicos por um período de 6 meses. Um grupo delas treinava 72 minutos por semana, outro 136 , outro 194 e um quarto grupo era o controle, sem treino. Contra todas as expectativas, não houve diferença de peso entre os grupos que treinavam e as sedentárias. Algumas, como as maratonistas, ganharam peso.

Talvez o melhor estudo já feito sobre maratona e peso é um estudo de 1989 com corredores treinando por 18 meses para correr 42km. Ao final do treinamento eles correram abaixo de 4 horas, um tempo melhor que a média dos corredores brasileiros e americanos, por exemplo. No período eles perderam pouco mais de 2kg, mas o mais desolador é saber que apenas metade disso foi gordura.

Resumidamente: por 18 meses correndo média de 9km/dia e os indivíduos emagreceram pouco mais de 1kg de gordura. É muito pouco! Corrida sem intervenção na dieta definitivamente está longe de ser uma grande emagrecedora.

No estudo, correr e treinar para maratona não emagreceu porque as pessoas ao final do treinamento comiam 400kcal a mais. Isso porque o corpo quando estamos treinando se ajusta com maior fome quase que instantaneamente, automaticamente e sem nutricionista nenhum precisando nos avisar disso. É por isso e entre outras coisas (das quais falo melhor aqui) que o exercício é ineficiente para o emagrecimento e não deveria ser JAMAIS a primeira abordagem na perda de peso. Não sou eu quem falo, são os inúmeros estudos.

diet_constrained_chart-0

É impossível sair dessa encruzilhada quando a pessoa cai na armadilha de encarar o peso como uma questão de balanço calórico, ideia na qual MUITOS especialistas AINDA acreditam, por mais que evidências apontem a falha imensa do modelo. E infelizmente eles não são poucos. Duvida?

Pois o fechamento da matéria em questão é sintomático. A “expert” consultada recomenda que você TEM que comer algo antes do treino, durante o treino, e ainda comer “um monte de carboidrato” (pode até ser uma barra de energia!) até 45 minutos depois do treino. Ela está querendo dizer que para emagrecer você tem que se encher de comida várias vezes ao dia.

Faz sentido comer muito mais para conseguir emagrecer? Ela acha que faz.

Juro que não entendo…