Arquivo mensal: outubro 2021

O que não fazer quando o seu objetivo é emagrecer

Já falei antes nesse espaço que resumindo de uma forma simplista para efeitos didáticos: nosso corpo está ou em processo de acúmulo (“engorda”) ou de gasto (“queima”) de energia.

Por isso que a ideia do balanço calórico não faz muito sentido porque encara um sistema orgânico complexo como o nosso como se fosse o caixa de um supermercado. Quando termina o horário comercial haveria um balanço contábil.

O corpo não sabe se são 23h59 ou 1h17. O que ele sabe é o que fazer com os alimentos consumidos.

Nós não sabemos muito bem o que emagrece alguém, mas sabemos MUITO bem o que engorda. Quer saber como engordar? Pergunte a qualquer pecuarista! Ele te dará uma aula. Ninguém nesse mundo engorda animais melhor do que eles, Vejamos como eles fazem:

  1. Eles oferecem grãos e amido (farelos e farinhas). Isso porque a glicose (amido é uma cadeia de glicose) faz o corpo produzir o nosso hormônio mais engordativo, a insulina;
  2. Como a ideia é engordar, eles fazem o indivíduo ficar várias vezes ao dia no estado engordativo. Como fazemos? Comendo várias vezes ao dia;
  3. Eles oferecem ainda alimentos pobres em gordura. Eles querem PRO-DUZIR gordura! O jeito mais barato e eficiente de produzir gordura é dando carboidrato refinado e grãos. Por isso a alimentação é baixa em gordura;
  4. Sendo assim, quando queremos emagrecer temos que evitar aquilo que nos engorda, como dito antes, amido (farinha e grãos) e várias refeições ao dia;
  5. Temos ainda que sempre lembrar que todo processo de construção é mais duro e lento que o de destruição. Não espere em 2 meses emagrecer arrobas que você levou anos para acumular;
  6. Não é só paciência! Não podemos abrir mão da constância (para ficar no processo mais tempo emagrecendo que engordando) e da disciplina;
  7. A disciplina fica mais praticável se nos certificarmos de ao menos dentro de casa nos cercar de alimentos bem-vindos a esses conceitos, ou seja, não tenha por perto doces, açúcar, farinhas…

Ninguém disse que emagrecer seria fácil. É simples! Fácil não é! Fácil é engordar.

Por que muitos caem na falácia de contar calorias para o emagrecimento?

Acho que é impossível listar todos os motivos que fazem as pessoas ainda hoje acreditarem que o balanço calórico é um fator de causa, ou seja, o responsável pelo emagrecimento ou pelo processo de engorda de alguém.

Vamos deixar de lado o fato que essa ideia é defendida pelos profissionais da área, pelas diretrizes nutricionais vigentes, aquelas que quando foram seguidas, adoeceram e engordaram a população.

Se o governo diz, por que não acreditar, não é mesmo? Se o professor ensina assim, por que o estudante de Nutrição não irá acreditar? E o equívoco se perpetua.

Talvez a sociedade tenha abraçado a teoria porque é uma ideia tão simples que mesmo quem não sabe contar direito ou não sabe absolutamente nada de Biologia consegue entender o seu conceito.

Ela é tão simples que basta você fazer um paralelo com a conta bancária da pessoa.

Se ela fosse verdade, seria como dizer que não somos todos nós ricos porque gastamos mais do que ganhamos. Vê como é uma explicação tão pueril que ninguém sequer dá bola? Ou ainda é como dizer que o Maracanã está lotado no domingo porque entrou mais gente do que saiu do estádio.

NÃO! O estádio está lotado porque o Flamengo fez as pessoas correrem lá para ver gol do Gabigol! O nutricionista que fala que o estádio está vazio diz que é um “déficit de torcedor” porque ele não sabe que as pessoas vão ao estádio por causa dos jogos!

Veja bem, a matemática EXPLICA os motivos que fizeram o estádio encher, ela não é a RAZÃO PELA QUAL a multidão se aglomera em um local.

Por fim, uma última razão perpetua essa questão. Quando o nutricionista fala em déficit calórico ele transfere ao cliente toda a culpa! Ele fala que a pessoa com sobrepeso é preguiçosa (não se mexe o suficiente) e é gulosa (come demais). A culpa de ela não emagrecer nunca assim é do especialista, será sempre da pessoa, condenada a ter sobrepeso porque o especialista até hoje não compreendeu o seu próprio trabalho.

O que está impedindo que você emagreça?

De PACIÊNCIA porque as coisas acontecem no tempo da natureza, não no tempo que nós decidimos.

Falei recentemente de como emagrecimento com dieta é uma questão de consistência, de disciplina e de paciência.

Uma metáfora popular diz que 9 mulheres são incapazes de dar à luz a uma criança em um mês. Por isso mesmo as previsões feitas nessa área são toscas porque a premissa é o desejo e o pensamento mágico de quem a calcula, não a realidade.

É ainda uma questão de DISCIPLINA porque, já falei algumas vezes aqui, emagrecer é muito mais uma questão do que NÃO comer do que aquilo que devemos comer. Se limão, cúrcuma e aveia emagrecessem, era só misturar e bater junto do milk-shake. Sabemos que não funciona!

Isso porque nós não sabemos exatamente como e o que emagrece o ser humano. Sabemos aquilo que o engorda! E sinto lhe dizer, mas a aveia é um desses alimentos.

Quando a pessoa quer emagrecer ela deve retirar do dia a dia boa parte desses alimentos. Só que muitos deles (como o amido, as farinhas, os açúcares disfarçados) são componentes e ingredientes chaves e centrais de produtos desenhados para criar um consumo desenfreado e de padrão viciante em nós humanos.

Ou seja, haja disciplina para abrir mão de coisas que geram um enorme prazer, acima do norma!

E por fim, de CONSISTÊNCIA. Porcamente resumido, podemos dizer que estamos quase sempre em 2 estados: o de engorda e o de emagrecimento. Quem quer perder peso precisa mais tempo passar em um deles. Quando a coisa é desregrada, inconsistente a pessoa fica indo e voltando.

Todos sabemos que destruir é muito fácil do que construir. A pessoa que insiste que dá pra ser “vida-louca” no final de semana que começa já no almoço relaxado de 6ª feira, é como aquela pessoa que quer remar rio acima e acha que ficar sem remar significa não avançar.

NÃO! Estar parado na verdade significa a correnteza te levando rio abaixo! Ninguém disse que emagrecer seria fácil! É um processo árduo que exige disciplina, consistência e paciência.

Por que nutricionistas passam dietas que não funcionam?

Não é má fé.

Não é teoria da conspiração.

Não é um conluio com a indústria alimentar.

Nem um acordo com a indústria farmacêutica.

Você tem enorme chance de engordar e adoecer se seguir o que pedem nutricionistas porque eles pedirão que você faça o que aprenderam na faculdade.

A Nutrição é regida por um conjunto de diretrizes que não encontra suporte em evidências robustas no que diz respeito a emagrecimento, saúde e saúde do coração.

Praticamente a totalidade delas foi criada em teorias não devidamente testadas.

E a realidade não liga para nossos desejos ou teorias, ela funciona de um jeito independente deles.

Perdemos peso não se querermos, mas se nossa dieta tem alimentos que gerem essa informação de emagrecimento ao nosso organismo.

Um exemplo simples é comer um alimento engordativo, rico em amido, por exemplo, usado com sucesso na engorda e achar que irá emagrecer porque assim está nos planos do seu nutricionista.

Enquanto o profissional apenas repetir as diretrizes não testadas e que se mudaram ineficazes, o seu resultado será frustrante.

Você já passou por isso de fazer tudo o que foi pedido e não viu resultados. Pode falar!