Dieta boa se mede pelo NÃO se come. É a Via Negativa! (dica #6)

A DIETA É BOA NA PROPORÇÃO QUE PODE SER COMPRADA EM UM AÇOUGUE OU FEIRA-LIVRE

Ou ainda

TENTE NÃO COMER O QUE SUA BISAVÓ NÃO CHAMARIA DE COMIDA

As recomendações nutricionais são um fracasso na teoria (sem embasamento) e na prática (a população obedeceu e engordou). Por décadas nos pediram pra comer mais alimentos “bons” (seja lá o que seja isso). Porém, uma dieta é boa não na proporção de alimentos bons que comemos, mas sim ao comermos MENOS porcarias. Até porque ao não comer o ruim, sobra-nos o bom, uma vez que ninguém vive de luz ou eterno jejum.

Nos posts (dicas) anteriores eu listei parte do ”ruim”. E aqui entra o conceito de Via Negativa. Que é o conceito de que a RETIRADA de um agente estressor é que nos faz melhor. Não é comendo maçãs ou tomando remédio que o fumante melhora, mas sim deixando de fumar.

Quais elementos PIORAM nossa saúde? É simples! Os alimentos NÃO-naturais à espécie e os alimentos processados e/ou industrializados. Sendo assim, nossa dieta fica melhor quando RETIRAMOS esses tipos de alimento.

Nossa dieta NÃO fica melhor ao agregarmos folhas, legumes, carnes e ovos porque seguiremos consumindo alimentos ruins. Ela melhora quando REDUZIMOS o consumo de óleos vegetais industrializados, açúcar, margarina, ultraprocessados e farinhas! Isso porque nada engorda ou adoece mais do que o “alimento” inventado pelo ser humano.

Por isso o conceito que a dieta é boa à medida que pode ser comprada em um açougue ou feira-livre (sinal indireto de que sua dieta é pouco processada).

Se você precisa ir ao supermercado comprar boa parte dos seus alimentos (porque não os encontra em açougues ou feiras), é sinal claro de que sua dieta é mais processada e industrializada, sendo assim, pior.

Imagine que você está no supermercado fazendo compras com sua bisavó ainda jovem ao seu lado. E a cada vez que você pega um alimento você pergunta a ela se ela sabe do que se trata. Ela não saberia o que são óleos vegetais, margarinas, adoçantes e tantas outras “substâncias comestíveis”!

DICA #6: tente não comer melhor, mas menos do “ruim”!

 

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s