Leite, Leite de Caixinha, Leite em Pó…

Tempo atrás o leite estava no meio do debate político nacional por mudanças nas regras federais de tributação do leite importado. Deixemos economia de lado. Para mim, o mais chocante é ver como conseguimos deixar que leite em pó e leite em caixinha sejam tratados como… LEITE.

Leite em PÓ (Ninho) é tão leite quanto Tang ou Clight são sucos.
Leite de CAIXINHA é tão leite quanto uma salsicha é picanha.

São dois alimentos “mortos” que não podem estar na mesma categoria que os leite integrais, daqueles que devem ficar na geladeira no mercado. Ou seja, eles se parecem, mas são coisas COMPLETAMENTE distintas do ponto de vista nutricional.

Deveríamos consumir LEITE (e derivados)?

“O ser humano é o único animal que continua a consumir leite depois de adulto.”

Já vi acadêmico que até parece inteligente dizendo que esse argumento é inválido porque usamos celulares, andamos de carro e encaixotamos o leite a ser consumido. Porém, o fato de conseguir fazer/produzir algo NÃO torna essa ação apropriada à nossa saúde como espécie.

Isso porque a realidade é SOBERANA. E é ELA quem determina que nosso organismo como espécie é resultado de como ele foi criado e moldado ao longo de dezenas de milhares de anos, não de como ele é atualmente tratado (com litros de leite de caixinha, o Tang do bem).

Quando olhamos historicamente temos que cada vez mais consumimos leite (pior… o do tipo desnatado!) e queijos. E essa estatística é recente, coisa de meio século!

Os primeiros vestígios de consumo de leite datam de por volta de 6.000 anos atrás. Esse período é irrisório quando falamos de evolução ou mudança de uma espécie. Jogando para prazos mais realistas, basta apelarmos à memória para saber que:

  1. Nossos avós NÃO tinham geladeira, então ESQUEÇA a ideia de consumo de leite a qualquer momento naqueles tempos:
  2. A menos que a pessoa vivesse no campo, produzindo seu leite, iogurte e queijo, é MUITO provável que economicamente ela não tivesse nem de longe um consumo que mesmo as classes mais baixas hoje fazem.
  3. O leite morto de caixinha é invenção de meio século.

Apenas quando o Plano Real foi criado (1994) é que se “democratizou” no Brasil o consumo de iogurte, por exemplo. SIM, o consumo de laticínios não é recente, mas seu consumo elevado é coisa MUITO nova.

O QUE TIRAR DESSA LÓGICA?

Não é o bolso (preço), a disponibilidade ou o sabor de um alimento que deveriam determinar nosso consumo, mas a história desse consumo por milhares de anos pela nossa espécie. Por quê?

Porque como o tempo é a variável mais robusta de segurança alimentar, nós não sabemos ainda os efeitos do leite (e de todos os seus derivados) largamente consumidos.

LEITE? Consumo quase nada. Se o fizer, opte pelo tipo Fazenda (integral).
QUEIJO? O preço me/nos ajuda a manter seu consumo baixo.
CREME DE LEITE? É meu calcanhar de Aquiles. Tomaria banho com ele se pudesse.
NATA? Baixa vida útil e duro achar em SP (ufa!), baixo acesso.
MANTEIGA? Como não como pão, então uso pouco.
REQUEIJÃO? É a salsicha dos laticínios. Não é alimento, é substância comestível. Administre com cuidado as doses.

Minha recomendação para laticínios? Consumo baixo, bem baixo. O alimento mais anabólico que existe não deveria nem poderia ser consumido livremente por adultos.

p.s.: “Ah, mas e o Cálcio…?” Não deveria vir do leite… se sua dieta tem no leite a principal fonte de cálcio, sua dieta é MUITO ruim, simples assim.
 
*Se você gostou do que leu aqui, estou certo de que vai gostar do que vai encontrar de surpreendente no e-book O Nutricionista Clandestino! (a versão impressa você acha aqui!)

Danilo Balu
autor

Anúncios

3 ideias sobre “Leite, Leite de Caixinha, Leite em Pó…

  1. Pingback: Leituras de 4a Feira | Blog Recorrido

  2. Varga

    Balu, eu sou um dos que advoga contra o leite. É só olhar em volta na natureza: qtos chimpanzés (que tem 99% do DNA igual ao nosso) vc vê mamando na mãe qdo adultos. Ou ainda ordenhando uma zebra, gnu, búfalo na natureza. E leão ? Já viu algum mamando em zebra ? E assim por diante…
    Mas, e o cálcio ? Já ouviu falar de couve, brócolis ?

    Curtir

    Resposta
  3. Leonardo

    Eu consumo o leite de vaca todos os dias. Compro de uma fazendeira que vende pelo bairro, e todos podem ver como é retirado o leite de lá. Não existe alimento mais simples e anabólico do que o leite. Existem diversos estudos que mostram só benefícios, e os contrapontos são poucos, mas isso, claro, é meio que subjetivo, tem pessoas que não reagem bem ao consumo. Quando estive treinando musculação, minha recuperação muscular e meus ganhos só melhoraram depois que deixei de consumir suplemento e passei a consumir mais leite.

    Pra quem tem curiosidade sobre o leite, indico que comprem o do tipo A ou direto de fazendas. Tem também o Itambé Pro, que oferece 13g de proteína por dose. Super indico.

    Curtir

    Resposta

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s