E se a recomendação #1 da Nutrição for um erro?

Ou ainda: FUJA QUANDO LHE SUGERIREM “DIETA BALANCEADA”!

Conheço MUITO Nutricionista e MUITO Médico que entende MUITO do que fala quando o assunto é se alimentar bem. E eles diriam a mesma coisa: as diretrizes nutricionais vigentes são um completo engano, um enorme equívoco, uma máquina de criar obesos e doentes.

Porém, TODO E QUALQUER programa de TV quando vai dar dicas de Nutrição afirma: tenha uma dieta variada, equilibrada. Mas… e se isso for TUDO um ENORME erro?

Uma dieta balanceada é algo totalmente NÃO-natural. Mais. Não há NENHUMA evidência de que isso seja melhor, que dê suporte a essa recomendação nutricional.

Meus clientes meio que se assustam quando falo para eles que minhas refeições são sempre iguais. As mesmas carnes, os mesmos legumes, os mesmos ovos. O ser humano, como animal, SEMPRE se alimentou daquilo que a natureza próxima a ele lhe oferecia. A variedade de frutas e folhas, por exemplo, foi sempre ditado pela época do ano e pela geografia. Hoje em uma mesma refeição as diretrizes acham bonito você misturar abacate (México), com kiwi (Sudeste Asiático) com laranja (Oriente Médio) com jabuticaba (Brasil). Mais. Alguém do interior do Maranhão, o bolso deixando, consegue comer essas frutas o ano inteiro, algo IMPOSSÍVEL de se repetir na natureza, afinal, frutas são sazonais.

Quando olhamos à natureza temos que as diversas espécies comem do MESMO alimento seguidamente SEM prejuízo à sua saúde. Mesmo os chimpanzés têm acesso sazonal às frutas (silvestres, jamais uma manga do tamanho de uma bola de vôlei ou uma banana que sequer existe mais na natureza. Uma vez que comemos sua versão domesticada, retiramos dela até sua capacidade de se reproduzir, ou seja, elas não mais possuem sementes, foram por nós esterilizadas). E olha que interessante… justamente quando eles TÊM acesso às frutas, os chimpanzés engordam MAIS, isso porque a frutose, o açúcar da fruta, não dá ao símio a sensação de saciedade, o feedback, a retroalimentação de saciedade que a glicose dá em maior quantidade.

A meu ver, na enorme preguiça que as Ciências da Saúde têm em estudar e relevar a matemática, mora sua maior limitação. TODA a variedade que a Nutrição prega precisa ser atingida NÃO em UMA sentada à mesa (ou mesmo um dia), mas no longo prazo. Você NÃO precisa ter um prato colorido, mas você precisa que seu prato seja colorido no LONGO prazo (provavelmente um ano, o ciclo natural de quase tudo na natureza).

Você NÃO precisa que no seu prato haja porção “certa” de proteína, de gordura, de carboidrato… Você NÃO precisa que a cada dia os valores dos micronutrientes (vitaminas e minerais) sejam atingidos. Isso porque o equilíbrio na dieta precisa vir no LONGO prazo. SEMPRE foi assim.

Mais do que isso. Esse equilíbrio a cada dia, a cada prato, É NOCIVO. Porque os efeitos (ou consequências) do equilíbrio no longo prazo são DIFERENTES dele no curto prazo. O ser humano (como animal) foi feito para alcançá-lo no LONGO prazo. E quanto MAIS engordamos, MAIS as diretrizes falam para equilibrarmos mais.

NÃO.
FAZ.
NENHUM.
SENTIDO.

O Nutricionista que nega essa característica INTRÍNSECA da espécie, de uma dieta estável, radical e sazonal teria que aceitar que viver com uma sonda dando – sei lá – 50cal a cada 30 minutos, seria melhor do que o de fazer 2 refeições ao dia. Eles AINDA não sugerem isso (*mas ao pedir 6 refeições ao dia, eles até tentam!!).

A essa diferença de resultados de média (uma no curto prazo, a cada refeição, e outra atingida no longo prazo, digamos um ano) foi explicada brilhantemente pelo dinamarquês Johan Ludwig Jensen que ainda no século passado (1.906) deu origem ao teorema que ganha seu nome: “Desigualdade de Jensen”.

Se há UMA coisa que sempre falo aos meus clientes é: Nutrição NÃO é sobre equilíbrio. Isso historicamente e evolutivamente NUNCA deu certo. A Natureza é feita, como sabemos, de extremos.

*Se você gostou do que leu aqui, estou certo de que vai gostar do que vai encontrar de surpreendente no e-book O Nutricionista Clandestino! (a versão impressa você acha aqui!)

Danilo Balu
autor

Anúncios

Uma ideia sobre “E se a recomendação #1 da Nutrição for um erro?

  1. Pingback: Leituras de 6a Feira | Blog Recorrido

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s